PROTAGONISTAS NA PEDAGOGIA DA MÃE TERRA

com Yakuy Tupinambá (BA), Juma Xipaya (PA), Avelin Bunicá Kambiwá (MG), Daiara Tukano (DF) e mediação de Renata Tupinambá

Mulheres originárias de realidades diversas abordam a temática do protagonismo na defesa de suas culturas, vidas, territórios e relação com a terra em uma pedagogia ancestral. Elas trazem para o debate os efeitos da violência estrutural sistêmica, a busca pela superação, cura dos traumas históricos durante os processos pessoais e coletivos que enfrentam diariamente enquanto mulheres indígenas e fazem parte da vivência que compartilham.

  • Instagram - Cinza Círculo
  • Facebook - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza

05/03 - 19h

(sexta)

Yakuy Tupinambá (BA)

Representante do Útero Amotara Zabelê, espaço de valorização dos saberes ancestrais. Etnocomunicadora, educadora, pensadora e escritora. Tupinambá de Olivença da Bahia. Foi palestrante na ABL (Academia Brasileira de Letras), junto ao filósofo italiano Gianni Vattimo em 2008, voz atuante no evento Mídias Nativas em 2007 e 2009). Docente no Curso de Extensão em filosofia indigena, Escutar o Outro na Faculdade de Letras da UFRJ em 2010. Foi parte do projeto Índios Online protagonizando o cenário do etnojornalismo, mídias e também colunista da Rádio Yandê. Autora de vários textos, publicados, entre outros, nas coletâneas Índios na visão dos índios, na rede indiosonline e em Indiografie (Costa &Nolan/Itália). Técnica em economia doméstica, cursou alguns períodos de Direito na Universidade Federal da Bahia – UFBA.

Juma Xipaya (PA)

Ativista dos direitos indígenas, Juma é a primeira cacica mulher em uma aldeia Xipaya, no Pará. Luta para defender a Amazôna, e se destacou como uma das principais vozes indígenas contra a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte

Avelin Buniacá Kambiwá (MG)

Avelin Buniacá da etnia Kambiwá . É socióloga , professora, especialista em Gestão de políticas públicas em gênero e raça. Coordenadora do comitê mineiro de Apoio ás Causas indígenas.

Daiara Tukano (DF)

Duhigô, do povo indígena Tukano – Yé'pá Mahsã, clã Eremiri Hãusiro Parameri do Alto Rio Negro na amazônia brasileira, nascida em São Paulo. Artista, ativista, educadora e comunicadora. Mestre em direitos humanos pela Universidade de Brasília - UnB; pesquisa o direito à memória e à verdade dos povos indígenas; Coordenadora da Rádio Yandê, primeira web-rádio indígena do Brasil. Estuda a cultura, historia e espiritualidade tradicional de seu povo junto à sua família.

Renata Tupinambá

Jornalista, produtora, poeta, consultora, curadora, roteirista e artista visual. Trabalha e pesquisa a comunicação voltada para decolonização dos meios de comunicação, fortalecimento das narrativas indígenas no cinema, TV, Literatura, áudio e música. Membro do Útero Amotara Zabelê no Território Tupinambá na Bahia. Atua desde 2006 com difusão das culturas indígenas e comunicação. É Co-fundadora da Rádio Yandê, primeira web rádio indígena do Brasil. Co-roteirista da série Sou Moderno, Sou Índio do Cine Brasil TV. Criadora do podcast Originárias, primeiro no Brasil de entrevistas com artistas e músicos indígenas em plataformas como o Spotify, que integra a central de Podcasts femininos PodSim. Colaboradora do Visibilidade Indígena. Atualmente trabalha também na produção de artistas e músicos indígenas. Fez parte do Projeto Índio Educa, ao Plano de Ação Conjunto Brasil – Estados Unidos para a Promoção da Igualdade Racial e Étnica. Foi colaboradora e voluntária na área de etnojornalismo no portal Índios Online, que realizava um diálogo intercultural, promovendo a comunicação em comunidades do nordeste.